quinta-feira, 26 de junho de 2014

Espaço da mamãe - Mononucleose em crianças

Hoje eu venho falar um pouquinho sobre essa doença que é muito conhecida,porém pouco falada, por que acomete mais adultos e adolescentes, só que em percentual menor afeta crianças pequenas e o diagnóstico precoce é muito importante.

O vírus responsável pela doença é o Epstein-Barr, da família Herpesviridae, transmitido pela saliva contaminada num contato íntimo entre as pessoas, daí o nome doença do beijo.
O diagnóstico pode ser feito por um exame de sangue específico. Quando adultos fazem esse exame, a maioria fica sabendo que foi infectada pelo vírus e teve a doença no passado sem se dar conta de sua atividade, pois os sintomas foram confundidos com os de infecções banais comuns na infância e na adolescência. Em alguns casos, porém, os quadros são mais intensos e prolongados, a febre é alta e custa a desaparecer.

Meios de transmissão
Um dos meios de transmissão é pela saliva ,por isso a fama de doença do beijo, facilmente uma pessoa passa pela outra através do beijo,pode ser transmitido também por transfusão de sangue e por via transplacentária, se a gestante adquirir o vírus durante a gravidez,sendo esses dois últimos casos mais raros de acontecer .

Mas existe um pequeno percentual de crianças pequenas que desenvolvem a doença e temos que ficar atentas, uma vez que o vírus pode comprometer o fígado e causa inchaço no baço, onde a criança deve ter repouso absoluto pois pode haver hemorragia interna e ruptura do baço, causando óbito do paciente.

Os sintomas 

A febre é sintoma obrigatório da doença. O comprometimento de toda a garganta e da faringe é intenso, com formação de placas brancas . Os gânglios linfáticos avolumam-se, particularmente os do pescoço, e a infecção também pode provocar alterações no fígado e no baço.
As pálpebras superiores ficam inchadas, a fenda palpebral diminui, o que dá ao paciente a aparência quase de um oriental, com os olhos bem fechadinhos


                               

Imagem tirada da web


                                         

Nas crianças, o quadro clinico é confundido com o das infecções banais da infância,por isso a atenção dos pais tem que ser redobrada quando a criança tem pelo menos 2 dos sintomas descritos acima , um exame de sangue pode detectar se seu filho tem a doença .

Tratamento 

Não existe um medicamento específico, mas sim de alívio dos sintomas , tratando da febre e das dores de gargante do paciente, o repouso é muito importante para evitar a ruptura do baço em caso de aumento do mesmo.


Por isso pais e mães fiquem atentos aos sintomas dos seus filhos quando surgirem febre e garganta inflamada, verifique se há inchaço na área do pescoço, é possível sentir os gânglios inchados,parecem pequenos nódulos , se seu filho (a) apresentar um dos sintomas leve imediatamente a urgência, e não leve seu filho a escola ou a creche até que o médico libere , se a criança tiver irmãos não deixe que seja compartilhado copo nem talheres uma vez que um dos meios de  contaminação é pela saliva .
A mononucleose é muito séria e deve ser tratada o quanto antes para evitar complicações mais sérias.

Espero que tenham gostado do post de hoje , para outros posts do espaço da mamãe visite a página ESPAÇO DA MAMÃE no índice acima .


“Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz.”
— Tiago 5:16

Aproveite e leia mais os artigos sobre...

Um comentário:

Sejam bem vindas e obrigada por comentar, sempre digo que temos muito o que aprender umas com as outras.Por favor deixem o link do seu blog ou comunidade para que eu possa retribuir a visita.Beijos!!!!!