sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Espaço da mamãe - Tiques nervosos em crianças

                                            

Olá meninas,hoje o assunto é sobre o tique nervoso em crianças,é um assunto bem delicado,fiz umas pesquisas e queria compartilhar com vocês,por que acho importante abordar esse assunto aqui.
   
   Bem o tique nervoso segundo a academia de psiquiatria da infância e adolescência 10% das crianças em idade escolar apresentam esse tipo de transtorno ,começando geralmente na infância e adolescência.            Segundo alguns investigadores, os tiques são automatismos nervosos que ajudam a aliviar a tensão, desaparecendo frequentemente, de forma espontânea, ao fim de algum tempo, sem necessidade de tratamento.
  Quando se trata de tique simples, estes envolvem geralmente músculos do rosto, ombros, braços e pescoço, produzindo movimentos como piscar os olhos, franzir a testa, sacudir a cabeça, contrair a boca e encolher os ombros. Estes costumam desaparecer durante o sono e durante a realização de atividades que exijam concentração. O stress, a fadiga, a ansiedade e excitação levam ao aumento da sua intensidade.

Segundo o professor e psicólogo Luiz Gonzaga Leite, chefe do Departamento de Psicologia do Hospital Santa Paula, cerca de 3% da população apresenta tiques em determinadas fases da vida, mas é mais comum na infância., de 20 a 24% do total de crianças em idade escolar têm tiques. Ele explica que "isso acontece pelo fato de a criança, na fase escolar, sair de um círculo familiar às vezes protecionista demais, incapacitando a mesma de lidar com os conflitos do mundo externo - nestes casos, o tique pode ser uma demonstração somática de angústias psíquicas".

Entre outras causas, esses tiques podem ter início na sequência de acontecimentos traumáticos, como uma dramática separação de casais; a morte de algum ente querido; a mudança de escola ou mesmo de cidade (em que se deixa para trás as pessoas de convívio diário); o nascimento de um irmão, ou ainda quando a criança é submetida a uma presença amedrontadora. "Pais muito rígidos ou hiper protetores costumam contribuir para o aparecimento de tiques e manias em seus filhos que, em geral, demonstram ansiedade, fragilidade emocional, insegurança e medo".

COMO LIDAR COM ELES DIANTE DE UMA CRIANÇA COM O TIQUE :

O principal é ter muita paciência,tratar a criança com carinho e jamais repreende-la por conta do tique,os pais devem ter consciência de que o ato é involuntário, e agir de violência ou repreender a criança toda vez que ela faz o tique não vai resolver o problema e ainda pode agravar o quadro.
  O processo de stress e ansiedade aumenta o transtorno,os pais devem ficar atentos também a duração do tique,na maioria dos casos ele é transitório desaparecendo ,mas quando evolui deve ser tratado ,por meio de psicoterapia (psicologia) e de medicação,caso contrário evolui para o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) 

    Então meninas é isso espero ter esclarecido um pouco do assunto,que é muito delicado e importante,bjs fiquem com Deus!!!!!!!!!1  

  

Aproveite e leia mais os artigos sobre...

22 comentários:

  1. Ai amiga, eu tenho uma bela menininha de 2 anos.
    Ela tem uma mania de do nada colocar a mao na boca para provocar vômito.
    Eu tenho que ficar de olho nela, porque ela nao tira a mao até vomitar e quando eu percebo que ela está fazendo isso, eu distraio ela para ela parar.
    Mas nao tenho nem idéia porq ela faz isso e o que a provocou a fazer isso!!!
    Será que pode ser um transtorno???
    luxuriademenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu não sei,o ideal é você levar ao pediatra e fazer uma avaliação com um psicologo,por que isso pode prejudicar a saúde dela.

      Excluir
  2. Wonderful post...I like your pretty blog.^^
    Maybe follow each other on bloglovin?
    Let me know follow you then back.
    Lovely greets Nessa

    ResponderExcluir
  3. Nossa adorei saber desse detalhe do tique nervoso,meu filho tem 2 anos mas ele está naquela crise dos 2 anos,sabe ? Não gosta de receber não,e se a gente não fazer a vontade dele,ele chora,grita,esperneia e tudo. Graças a Deus ele está mudando,eu também estou tendo bastante paciência com ele. Beijos querida e tenha um ótimo final de semana :)

    http://www.blogdapaulinka.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu amei o seu blog,
    Estou seguindo, se puder segue o meu?
    http://soombraegloss.blogspot.com/
    A minha fan page está em baixo do “Arquivo do Blog”
    Bjus.

    ResponderExcluir
  5. olá flor...
    não sabia que crianças tinham tiques...
    amei as dicas...
    deve ser muito dificil para uma mãe ver seu filho com tiques...
    beijos e bom final de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza ,inclusive por que interfere no convívio com os colegas e muitos sofrem até preconceito.

      Excluir
  6. Flor, quando criança, eu tinha tiques, mas é como você citou no post, com o tempo passa, pois atualmente não tenho mais e nem sei dizer quando deixei de ter. ;] beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o ideal é ficar atenta se esse problema persistir.

      Excluir
  7. Ja passei por tudo isso com meu bbzão que hoje tem 17 anos
    Mas tenho uma enorme saudade de tudo isso, até dos tiques... rs
    Otimo post Vivian, bjs*
    www.lidiaklg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Que post maravilhoso eu adorei saber,pois como sou mãe ficarei atenta as atituldes da minha pequena.
    Conheça meu cantinho bjs http://detudoumpoucosil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. oi querida seu blog é lindo demais,sou blogueira unida,vi seu link na agenda dos blogs e vim fazer uma visitinha me inscrevendo no seu blog!tenha um excelente final de semana!aguardo sua visita!bjs
    http://blogdideza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Tem que ter muito cuidado mesmo com isso, porque se não cuidar quando pequeno depois só piora e é mais difícil de tirar a mania! beijos

    ResponderExcluir
  11. Adoooorei a sua menção sobre esse assunto. É um sial de alerta para detalhes que muitas mães acham que é normal. Uma vez observado e rotineiro, é sempre bom procurar ajuda. Meu filho já está grandinho/adolescente, 15 anos, e mesmo assim,fico antenada.
    Adooooorei a importância da dica!!

    Obrigada por visitar meu blog. Fico feliz com sua presença.

    Kisses!!!

    http://modarosaestacoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sejam bem vindas e obrigada por comentar, sempre digo que temos muito o que aprender umas com as outras.Por favor deixem o link do seu blog ou comunidade para que eu possa retribuir a visita.Beijos!!!!!